Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


mateduino

MateDuino

Resumo

O objetivo é construir uma versão MateHackers da placa Arduino Uno produzida na Itália, simplificada e mais barata, fácil de ser construída por alguém com minimos conhecimentos de eletrônica. Mais como complemento do Arduino UNO, já que o projeto visa uma versão simples e de custo baixo para tocar projetos já testados e aprovados, onde fica caro continuar utilizando uma placa original que poderia estar sendo usada em um novo desenvolvimento. Além disso ela se difere dos demais projetos BareBones (Literalmente apenas o ossos ou aqui poderíamos chamar de “pé de boi”) por conter alguns componentes a mais do que o mínimo necessário para fazer um AVR funcionar a contento. Estes componentes à mais, são exclusivamente voltados para a filtragem da alimentação e para evitar que o MCU entre em oscilação , desestabilizando seu funcionamento.

Informações

Descrição

Um Arduíno DIY que fosse acessível como os BareBones mas que tivesse mais estabilidade. Desta discussão saiu a poposta de um arduíno Diy com AutoReset, Fonte Onboard com filtragem, led's indicadores etc… Continua sendo simples de ser fabricado e usa puqíssimos componentes a mais.

A idéia desta versão simplificada do Mateduíno não é substituir um arduíno completo, mas sim substituir uma placa UNO ou Duemilanove em um projeto já pronto e que fica caro ficar comrando plaquinhas Arduino originais pra tocar … aidéia é desenvolver no Arduíno e usar esta placa depois para substituí-lo e tocar em frente…

Ultimas atualizações

19/12/2012

Pessoal, segue uma prévia da nossa versão do Mateduino. Como já possui outra versão, desenvolvida pelo Joel, que até o momento está sendo chamada de “Mateduino Tererê”, resolvi chamar essa de “Mateduino Nibiru”.

Por que Nibiru? Porque a data de lançamento dessa placa é para ser dia 21/12/12 (ou próximo disso), coincidindo com a data que o Nibiru irá acabar com o Mundo conforme algumas teses.

O projeto será OPEN HARDWARE e poderá ser copiado, modificado, aprimorado e comercializado por qualquer um.

Para facilitar a fabricação artesanal, a placa foi feito com trilhas relativamente grossas (24mils), componentes Through Hole, e em placa de face simples. Os componentes para montar essa placa, custará em torno de R$33,00

Também teremos uma versão “profissional” dessa placa, feita em fábrica de placas de circuito impresso. O custo aproximado é de R$39,00 da placa montada pronta para usar.

Ela é 100% compatível com o Arduino UNO e Arduino Duemilanove. O preço reduzido é devido a ausência de um circuito conversor USB-TTL (deve-se usar um conversor USB-TTL externo), ou seja, essa placa não consegue se comunicar diretamente com o PC via USB (o conector USB presente nelá é apenas para alimentação USB).

-Juliano

19/12/2012

Bem repassando o resultado (acho) que final, segue em anexo o esquema em EagleCad, as trilhas e posicionamento dos compentes em jpg (1200 dpi) para transferência em método térmico.

Esse foi o circuito que mais me agradou, boa estabilidade e adicionou a idéia do Juliano colocando um diodo para proteger de uma ligação incorreta da fonte, protegendo o circuito.

Tudo pode ser feito em meia plaquinha 5 x 10… talvez uns 5 x 7 com o espaço para parafusos de fixação.

Falta ainda: fazermos um tutorial de montagem e uma biblioteca para EagleCad para se desenvolverem os “shields” de forma mais fácil…

Sugestões?

-Joel

16/12/2012

“IT's ALIVE!!” Em breve posto o projeto completo do videogame em outro post. Por hora basta saber que tudo funciona :) Joel

12/12/2012

Bem, postando novidades: A plaquinha Barebones… acho que vou chamá-la.. Tererê… o protótipo tá funcionando bem… a versão final tem que contar com algumas melhorias, como previsão de pontos de fixação, etc.. Enquanto isso, desenvolvendo o primeiro “shield” para ela… podem conferir nas fotos em anexo. Sugestões e críticas são bem vindas como sempre. Abraço Joel

09/12/2012

Último sábado o Juliano apareceu lá no Bunker e decidimos o seguinte: Ele está desenvolvendo uma plaquina para Arduíno com a mesma pinagem do UNO, com USB apenas para a alimentação e 3,3V complementando a alimentação de 5V… Essa placa vai ter duas versões uma industrializada dupla face que vai ser vendida no site do Webtronicos. Vai ter também uma versão face simples de fácil fabricação caseira. AMBAS as placas sairão com o nome MateDuino e o nome tanto da Webtronicos como do MateHackers. Elas serão disponibilizadas através da licença CC BY SA. O Juliano tá projetando um preço super camarada pela placa já montada e um preço mais legal ainda para o kit de componentes pro MateHackers. E o projeto que eu tava desenvolvendo não vai morrer não, vai apenas se adaptar, continua sendo um Barebones com esteróides mas com um número menor ainda de peças, complementando as duas placas acima, visando o usuário iniciante em eletrônica e sendo uma versão barata para projetos que requerem o uso continuado de um Arduíno. Assim teremos 3 versões de Arduíno cobrindo diferentes objetivos. Joel

Segundo prototipo

Primeiro prototipo

Continuando os testes de como melhor a confecção de PCB's “caseiras”. Usei impressão em laser em papel couche 170g para a máscara de componentes e máscara de solda. Como máscara de componentes nenhuma novidade, como máscara de solda acho que é novidade, não vou afirmar…. mas funcionou bem. Os furos foram feitos no papel com um vazador improvizado (recarga de caneta Crown aquelas de metal), se uzar vazador para couro vai ser muito mais fácil e rápido. Os pontos que parecem queimados na verdade é pasta de solda. O papel aguentou bem o tranco e suportou a temperatura do ferro de solda, ficou bom como máscara de solda. Para melhorar o acbamento acredito que se usar aquele verniz em spray pra artesanato antes de recortar o papel crie uma camada protetora ao manuseio e abuso garantindo mais integetridade a suoerfície do papel e impedindo os descascados das bordas. A cola utilizada também não foi a ideal.. é aquela “cola e descola”, tenho que pesquizar colas mais eficazes que permitam alinhamento, ou seja que não grudem direto que permitam mecher um pouco o papel para alinhar com as ilhas, mas que depois de secas fixem definitivamente o papel à placa. As gambiarras continuam e os testes também :) Joel Grigolo

Apendice

Um Arduino é uma placa de circuito impresso projetada em torno dos microcontroladores AVR de 8 bits da ATMEL.

Microcontroladores ou MCU's são chips que contém todo o hardware necessário para uma pequena unidade de computação: possuem Unidade de Processamento de Dados (CPU), memória RAM (Volátil), memória ROM (não volátil) e memória RAMFLASH (como nos cartões e pendrives), controladores de I/O (Entrada e saída de dados - analógicos e digitais) etc…

Além do Hardware o Arduíno é composto por um software que se instala na memória RASMFLASH num pedaço específico dela designado para o BOOTLOADER. Quando falamos em Arduino, na verdade mais do que ao Hardware, estamos nos referindo a este software que é uma interface amigável para o usuário utilizar o MCU. O Bootloader do Arduíno permite que usemos a linguage C ou C++ para programarmos o mesmo sem nos preocuparmos com as entranhas complicadas dos processos necessários para controlar o hardware interno dos AVR's.

mateduino.txt · Última modificação: 2013/01/07 12:04 por guilhermeka